CFP tolera psicólogos gays do candomblé, mas hostiliza psicóloga cristã Marisa Lobo

Julio Severo
O Conselho Federal de Psicologia (CFP) voltou a ameaçar a psicóloga Marisa Lobo para que ela remova as menções ao Cristianismo que ela mantém em suas redes sociais. A notificação, que foi enviada pelo CFP no último dia 22 de fevereiro, hostiliza diretamente a fé da Dra. Marisa, que demonstra em seus contatos virtuais seu apego a Jesus Cristo.
Psicólogos de outras religiões expressam publicamente sua fé em diversas divindades, sem maiores consequências. É o caso de Alberto Jorge Silva, presidente do Sindicato dos Psicólogos do Amazonas. Além de psicólogo, Alberto é sacedorte do candomblé, posto religioso que ele faz questão de ostentar publicamente nas redes sociais.
Alberto Jorge Silva, presidente do Sindicato dos Psicólogos do Amazonas

Homossexual, ele é “casado” com outro homem gay adepto do candomblé. Seu blog pessoal ostenta vídeos gays e até textos de Luiz Mott, considerado o líder máximo do movimento gay brasileiro eacusado de defender a pedofilia.

Pelo visto, o CFP não tem disposição de reagir contra as manifestações públicas a favor do homossexualismo e do candomblé feitas pelo presidente do Sindicato dos Psicólogos do Amazonas. Mas quando as manifestações de um psicólogo são cristãs, o CFP tem reações e histerias de sobra.
Em entrevista ao Blog Julio Severo, Marisa Lobo desabafou: “Está muito claro que a vergonhosa perseguição que o CPF move contra mim é perseguição religiosa. Todos os psicólogos podem falar de sua fé, principalmente se esta fé for espirita e do candomblé. Somente a fé em Cristo não pode ser expressada sem que sejamos chamados de fanáticos e anti-profissionais”.

Ela frisa que as manifestações de psicólogos espíritas são abundantes: “Só a psicologia espirita tem mais de 1 milhão e 400 mil referências em redes sociais. Por que só eu tenho que tirar meu site? A perseguição do CFP contra mim é infantil, preconceituosa e burra”.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para CFP tolera psicólogos gays do candomblé, mas hostiliza psicóloga cristã Marisa Lobo

  1. Diego disse:

    Não vejo problema nenhum um profissional assumir sua sexualidade ou religião… Agora tentar convencer os outros de que sua Fé é única e exclusivamente a melhor, a verdadeira, é coisa de Protestantes. Até hj nunca vi um Kardecista ou adeptos das religiões de matriz africana tentando empurrar sua crença garganta a dentro das pessoas, muito menos tentando converter ninguém!
    Se os Protestantes fossem menos agressivos, mais tolerantes, se soubessem viver em paz com os outros, ninguém acharia que “crente é chato”. Muitos passam o dia batendo de porta em porta pra “pregar”, o distribuindo aqueles panfletos.
    Se os Protestantes fossem menos inconvenientes creio que ninguém precisaria regular o modo que vcs fazem as coisas!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s