Quando a mulher apanha do marido pode se divorciar?

O que a Bíblia ensina a respeito do abuso conjugal? É uma razão boa o suficiente para se divorciar?

Algo deve ser dito sobre o divórcio. Em relação ao divórcio, Jesus afirmou que é por causa da dureza do coração das pessoas que Deus permitiu o divórcio (Marcos 10:02 – 12). Deus está à procura de um compromisso e responsabilidade por parte das pessoas a quem Ele chamou para Seu modo de vida.

Vivemos em um mundo descartável. No momento em que algo não funciona, ou não atende nossas expectativas, imediatamente é jogado fora, quando na verdade poderia ter sido corrigido, melhorado e por fim “consertado”. Devemos fazer tudo o que for possível e o que estiver ao nosso alcance para salvar um casamento. Os efeitos de um lar desfeito duram por muitos anos, trazendo graves consequências para os filhos, netos e muitas vezes se arrastam por várias gerações.

Dito isto, no caso de maus-tratos, devemos considerar também que nossos corpos e mentes são o templo do Espírito Santo. Não se deve permanecer em um lar abusivo. O abuso físico , mental ou emocional em qualquer casamento é inaceitável para Deus.

Assim devem os maridos amar as suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo. Efésios 5:28

No Novo Testamento, Paulo nos dá alguns princípios importantes e aborda a questão de como maridos e esposas devem tratar uns aos outros no capítulo 7 de 1 Coríntios.

É difícil imaginar a agressão vindo de alguém que se diz cristão, alguém que crê em Cristo como Senhor de sua vida, mas se for esse o caso, podemos tranquilamente tratá-lo como ímpio, a própria Bíblia diz o seguinte:

Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor. 1 João 4:8

Uma mulher nessa situação deve verificar se ocorreu arrependimento por parte do marido e se há disposição para um tratamento, aconselhamento ou uma terapia por parte do casal.

Em uma situação em que o marido continua com o abuso físico, podemos considerar o ato como um repúdio a esposa, que é tratado da seguinte forma por Paulo:

Mas, se o descrente se apartar, aparte-se; porque neste caso o irmão, ou irmã, não está sujeito à servidão; mas Deus chamou-nos para a paz. 1 Coríntios 7:15

O versículo acima a palavra apartar, pode ser entendida como repudiar, alguém que abusa fisicamente de sua esposa com certeza está repudiando-a, e como Paulo diz, não estamos sujeito a servidão, mas fomos chamados por Deus para a paz.

Acredito que a pessoa envolvida deve estar em oração, pois a sabedoria e a resposta vem do Senhor, além de levar ao conhecimento da liderança e de irmãos próximos para que tentem intervir e ajudar o casal, porém caso as tentativas sejam frustradas acredito que existe embasamento bíblico para o divórcio.

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s