Igreja Católica recebe milhões de dólares para facilitar invasão de imigrantes nos EUA

Os maiores beneficiários da invasão de imigrantes nos EUA têm sido o islamismo — e a Igreja Católica, de acordo com um escritor católico americano. Se ele estiver certo sobre o grande envolvimento da Igreja Católica na invasão de imigrantes nos EUA, sua reportagem poderá ser uma pista importante para seus colegas católicos entenderem a invasão islâmica na Europa.

Embora o ganho islâmico seja óbvio, especialmente em expansão demográfica e religiosa na Europa e EUA, o ganho católico, que não tem sido tão evidente, tem sido principalmente financeiro.

A fonte dessa informação é Cliff Kincaid, um católico americano que geralmente vê conspiração e culpabilidade dos russos em todos os problemas do universo, mas que foi incrivelmente capaz de localizar esse problema imenso em sua própria igreja.

Kincaid disse: “De acordo com seu relatório financeiro para o ano de 2014, o ano mais recente com estatísticas disponíveis, a Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos recebeu mais de 79 milhões de dólares em verbas governamentais para fornecer benefícios para os refugiados.”

Ele acrescenta que o governo dos EUA deu mais de 1,5 bilhão de dólares para organizações católicas durante os dois anos passados. Essas estatísticas incluem um aumento de 440 milhões (2008) para mais de 554 milhões (2010) só para uma organização católica: Catholic Charities USA.

De acordo com Kincaid, só a Conferência dos Bispos Católicos dos EUA recebe mais de 70 milhões de dólares de impostos por ano para recolonizar milhares de imigrantes, inclusive um grande número de muçulmanos, em cidades americanas que não suspeitam de nada. Catholic Charities em todo o território americano recebe mais milhões para fazer esse mesmo tipo de trabalho também.

Será que a Igreja Católica nos EUA se tornou um mero braço do Estado Assistencialista dos EUA?

Durante sua visita aos EUA, o Papa Francisco louvou as políticas pró-imigração do governo de Obama. E em resposta à recente onda de muçulmanos fugindo do Oriente Médio, Francisco apelou para os católicos da Europa, pedindo que toda paróquia, comunidade religiosa, monastério e santuário recebam uma família de refugiados. É certo que esse apelo beneficiará os invasores islâmicos. Mas quanto dinheiro, de parcerias governamentais, a Igreja Católica da Europa receberá por tudo isso?

Sobre os EUA, Kincaid disse: “A Igreja Católica nos EUA claramente preferiria trazer para os EUA imigrantes da América Latina, onde o catolicismo é ainda forte, e tê-los como membros das igrejas católicas nos EUA. O Centro Católico de Pesquisas Aplicadas no Apostolado informa que 40 por cento de todo o crescimento de paroquianos registrados em paróquias católicas dos EUA entre 2005 e 2010 foi de católicos hispânicos ou latino-americanos. Mas mesmo com a imigração em massa da América Latina, congregações católicas nos EUA estão ainda sendo fechadas. Uma organização chamada Future Church informa que centenas de paróquias foram fechadas ou incorporadas na Cidade de Nova Iorque, Filadélfia, Boston, Cleveland e muitos outros lugares urbanos e rurais. ‘Recentemente,’ essa organização informou, ‘a Arquidiocese de Nova Iorque incorporou ou fechou mais de 70 paróquias.’”

“O livro ‘The Red-Green Axis: Refugees, Immigration and the Agenda to Erase America,’ escrito por James Simpson, comenta que a Igreja Católica tem sido uma parte muito importante do movimento esquerdista que quer que os EUA abram suas fronteiras,” disse Kincaid. É óbvio que mais imigrantes nos EUA significa mais milhões de dinheiro de impostos para a Igreja Católica.

O site Observatório de Recolonização de Refugiados, de Ann Corcoran, comenta que a Igreja Católica Romana Santa Trindade em Syracuse, Nova Iorque, foi fechada pela Igreja Católica e foi alugada para uma sociedade islâmica que mudou o nome dela para Mesquita de Jesus Filho de Maria.

É o papel da Igreja Católica, em colaboração com o governo americano, para trazer milhares de “refugiados” aos EUA que fez com que Corcoran deixasse a Igreja Católica. Ela disse: “Em 2002, tendo sido criada na religião evangélica, me tornei católica. Durante alguns anos, adorei ser católica.” Tudo isso mudou começando em 2007 quando ela ficou sabendo que a Igreja Católica, em grande parte sendo financiada e dirigida pelo Departamento de Estado dos EUA, estava recolonizando “refugiados” majoritariamente muçulmanos nos EUA.

Como é que eu poderia ter dificuldade de acreditar na reportagem de Kincaid sobre a Igreja Católica facilitando a imigração islâmica? Em 2002, estive numa audiência sobre o aborto no Congresso Nacional, onde um proeminente deputado do PT disse que sua carreira política havia começado nas comunidades eclesiais da Igreja Católica. Essas comunidades, obcecadas pela Teologia da Libertação, estavam facilitando e até mesmo instigando revoluções marxistas no Brasil.

Em 2008, quando estive numa conferência pró-vida na sede da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), um líder pró-vida católico me disse: “O Partido dos Trabalhadores nasceu aqui.” O PT é o partido que governa o Brasil. Então a Igreja Católica no Brasil muito facilitou o desastre marxista no Brasil. Minha única dúvida é se a Igreja Católica do Brasil recebeu dinheiro do governo para essa facilitação.

Eu pensava que a Igreja Católica dos EUA estava em melhor situação. E Kincaid também havia pensado que a situação no Brasil, que é a maior nação católica do mundo, estava melhor do que nos EUA, pois ele havia escrito uma reportagem no começo deste ano sugerindo que estava havendo uma “revolução antimarxista” no Brasil. Não, não houve. Mas tal revolução é extremamente necessária na Igreja Católica do Brasil, especialmente sua Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, fundada pelo cardeal marxista Hélder Câmara, que está em processo de beatificação.

Kincaid interpretou mal o cenário brasileiro, mas ao que tudo indica ele está certo sobre a situação católica nos EUA.

Depois que li a reportagem de Kincaid, conclui que a Igreja Católica não parece se importar com o fato de que os milhares de “refugiados” majoritariamente muçulmanos da Síria, do Oriente Médio e do Norte da África que estão invadindo a Europa e EUA vão mudar o panorama religioso e cultural dos EUA e Europa. Mas ela parece se importar muito com os milhões dólares de impostos que estão sendo canalizados através de suas instituições de “caridade” para “ajudar” imigrantes muçulmanos.

Ironicamente, enquanto os bispos católicos estão trazendo imigrantes muçulmanos para os EUA, congregações católicas estão sendo fechadas e muitas vezes virando mesquitas. O árabe é agora a língua que mais cresce nos EUA.

A situação é ainda pior na Europa, onde mais igrejas cristãs estão sendo fechadas e virando mesquitas. O islamismo está substituindo o Cristianismo como a religião dominante na Europa.

De acordo com Kincaid, os jornalistas americanos hesitam em investigar os milhões de dólares federais que estão indo para a Igreja Católica dos EUA. Qual é a fonte dessa hesitação ou medo?

A caridade é uma bela virtude cristã. Mas receber milhões do governo para trazer milhares de imigrantes muçulmanos não é caridade. É suicídio.

Miraculosamente, Kincaid não disse que o Kremlin ou Putin induziu a Igreja Católica a receber dinheiro do governo dos EUA.

Enquanto todos nós pensávamos que a Igreja Católica fazia caridade com dinheiro de seus próprios bolsos, é na verdade milhões, milhões e milhões de dinheiro governamental.

Mas a caridade cristã verdadeira não tem nada a ver com dependência ou parceria governamental.

Além disso, a suprema missão dos cristãos não é receber dinheiro do governo ou trazer milhares de imigrantes muçulmanos para nações cristãs. A missão deles é levar Cristo aos muçulmanos e outras pessoas. É enviar missionários cristãos para nações muçulmanas.

Mas onde há envolvimento de dinheiro governamental, o propósito e missão cristã são corrompidos e prostituídos.

Fico tentando imaginar quantas organizações protestantes estão igualmente recebendo dinheiro de imposto para facilitar a imigração islâmica. Essa caridade pervertida é normal entre protestantes esquerdistas.

Pelo menos na Igreja Católica dos EUA, parece que seus problemas, principalmente amor ao dinheiro governamental, começaram muito antes do Papa Francisco e outros papas.

Se é doloroso ver a Europa e os EUA sendo islamizados por milhares de imigrantes muçulmanos, é mais triste ver a Igreja Católica sendo paga para facilitar isso.

Com informações de Accuracy in Media. 

Versão em inglês deste artigo: Catholic Church Paid Millions in Dollars to Facilitate Immigrant Invasion in U.S.

Fonte: www.juliosevero.com

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s