Não penseis que vim trazer paz à terra. Eu não vim trazer paz, mas espada!

Não cuideis que vim trazer a paz à terra; não vim trazer paz, mas espada;
Mateus 10:34

Alguns estudiosos modernos, juntamente com líderes da igreja desde o século IV, usaram esta passagem como evidência para argumentar que Jesus não é totalmente pacífico.

Quando colocamos Mateus 10:34 em seu contexto mais amplo, torna-se claro que o ensinamento de Jesus não só não tolera a violência por parte de seus discípulos, como de fato ele exclui toda e qualquer violência.

Como Jesus está preparando seus discípulos para anunciar as Boas Novas da chegada do Reino de Deus em toda a região, ele avisa que Ele está enviando-os para fora “como ovelhas entre lobos” (Mt 10:16, cf. vv. 5 15). Ele diz a eles que vão ser “entregues ao conselho local”, “açoitados nas sinagogas,” e “serão levados perante governadores e reis” (vv. 17-18).

Além disso, Jesus adverte-os de seu ministério vai perturbar toda a ordem social.

E o irmão entregará à morte o irmão, e o pai o filho; e os filhos se levantarão contra os pais, e os matarão.
E odiados de todos sereis por causa do meu nome;
Mateus 10:21,22

Mas em tudo isso os discípulos devem confiar em seu Pai celestial, mesmo quando enfrentamos a morte (vv. 26-31). Jesus, então, salienta a importância de discípulos proclamando destemidamente a mensagem que Ele lhes deu, dizendo-lhes que ele vai “reconhecer diante do Pai que está nos céus” todo aquele que “confessar diante dos outros” (v. 32). Por outro lado, Jesus vai “negar diante do Pai que está nos céus” quem “negar diante dos outros” (v. 33).

É neste ponto que Jesus diz aos seus discípulos: “Eu não vim trazer paz, mas espada” (v. 34).

Quando entendida no seu contexto mais amplo, é evidente que Jesus está usando a imagem da espada como uma metáfora hiperbólica para a divisão que a mensagem do reino traria, Jesus está simplesmente dizendo aos seus discípulos para não serem surpreendidos ou intimidados pelo fato de que a mensagem do reino vai causar agitação social e pode até dividir as famílias dos discípulos e resultar em seu martírio.

Esta é a “espada” que Jesus traz ao mundo. E é claro que, esta “espada” não envolve apenas a divisão, mas a violência realizada por “lobos” contra as “ovelhas”, que é precisamente por isso que Jesus instrui seus discípulos a serem destemidos em face da morte e tomar a sua cruz, como Ele mesmo estava prestes a fazer.

Agora que o entendimento de que Jesus veio de fato trazer “espada”, divisão e violência contra as ovelhas, já parou para refletir se você colocaria seu emprego em risco por amor a Cristo? Ou talvez sua reputação diante da sua família ou sociedade? Você colocaria em risco sua própria vida?

Mais do que isso você já pensou que talvez não se sinta ameaçado em nenhuma área de sua vida por não estar anunciando a Cristo?

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s