5 Passos para o Genuíno Arrependimento

É difícil exagerar quando se fala na importância do arrependimento. Afinal, a primeira exortação pública de Jesus foi: “Arrependei-vos!” (Mc 1.15) — e se isso tinha prioridade na lista de Jesus, nós provavelmente também devemos prestar atenção. Mas como nos arrependemos genuinamente? O Salmo 32 é um lugar maravilhoso para se explorar a natureza e o processo do profundo arrependimento. Eis cinco passos vitais.

1. Seja honesto a respeito da sua necessidade de arrependimento.

Bem-aventurado o homem a quem o SENHOR não atribui iniquidade e em cujo espírito não há dolo. (v. 2)

Arrependimento requer honestidade. Ninguém vem a Deus com genuíno arrependimento no coração a menos que tenha, primeiro, reconhecido sua necessidade por perdão e reconciliação com ele. Apenas aqueles que pararam de tentar cobrir seu pecado com justiça própria e dolo podem experimentar a profunda e duradoura mudança que só pode vir a partir do arrependimento.

2. Reconheça o perigo do pecado e o prejuízo da culpa.

Enquanto calei os meus pecados, envelheceram os meus ossos pelos meus constantes gemidos todo o dia. Porque a tua mão pesava dia e noite sobre mim, e o meu vigor se tornou em sequidão de estio. (vv. 3-4)

Sejamos honestos: você está buscando arrependimento porque o Espírito de Deus o condenou. Nós sempre culpamos os outros pelo nosso estresse e mau humor em geral, mas, muitas vezes, nós simplesmente nos sentimos mal porque fizemos coisas más. Davi descreve sintomas físicos e emocionais associados a uma consciência culpada. Devemos avaliar honestamente as consequências do nosso pecado, o que significa avaliar tanto consequências pessoais quanto o impacto que ele tem — e continuará tendo — nos outros.

3. Confesse integralmente.

Confessei-te o meu pecado e a minha iniquidade não mais ocultei. Disse: “confessarei ao SENHOR as minhas transgressões”. (v. 5a)

Um profundo arrependimento exige confissão integral. Embora isso pareça contraintuitivo, a única maneira de ser verdadeiramente coberto por Cristo é expondo integralmente o seu pecado. No processo do arrependimento, devemos lutar para sermos completamente transparentes diante de Deus a respeito da profundidade e da largura do nosso pecado. Somente uma honestidade nua e crua satisfará — e levará à liberdade e alegria.

4. Esconda-se em Deus.

Tu perdoaste a iniquidade do meu pecado. Sendo assim, todo homem piedoso te fará súplicas em tempo de poder encontrar-te. Com efeito, quando transbordarem muitas águas, não o atingirão. Tu és o meu esconderijo; tu me preservas da tribulação e me cercas de alegres cantos de livramento. (vv. 5b-7)

Adão e Eva se esconderam atrás de coberturas inadequadas feitas por eles mesmos para mascarar seu pecado e vergonha. É nosso costume nos escondermos atrás de justiça própria a fim de parecer mais aceitáveis do que realmente somos. Se você quer mudar, mudar de verdade — que, a propósito, é a marca do verdadeiro arrependimento — então você deve se esconder em Deus somente.

Não é suficiente apenas arrepender de pecados manifestos. Não é suficiente dizer: “Eu admito meu comportamento errado”. Todo tipo de gente se arrepende dessa maneira, especialmente pessoas religiosas com uma reputação a manter.

Um cristão não apenas se arrepende de seus pecados externos, mas também de suas tentativas de se esconder por trás dos farrapos da justiça própria. Pare de se esconder no seu esforço. Esconda-se em Deus.

5. Agarre a esperança.

Muito sofrimento terá de curtir o ímpio, mas o que confia no SENHOR, a misericórdia o assistirá. (v. 10)

O que pode dar certeza de que Deus o perdoará? Seu amor infalível. Relembre e encontre confiança nas grandes promessas que ele fez ao longo da história e como elas foram cumpridas em Jesus Cristo.

  • Sua promessa a Adão e Eva de esmagar o inimigo
  • Sua promessa a Abraão de levantar e proteger um povo
  • Sua promessa a Moisés de providenciar um caminho através do qual seres humanos pecadores possam se relacionar significativamente com um Deus santo
  • Sua promessa a Davi de providenciar um Rei eterno definitivo para o seu povo

Ao longo de toda a história — até o momento do seu arrependimento — Deus tem dito e continua a dizer: “Eu amo você. Eu não falharei. Eu sou o bastante”.

Olhe para as promessas de Deus, agarre a esperança e “Alegrai-vos no SENHOR e regozijai-vos, ó justos; exultai, vós todos que sois retos de coração” (Sl 32.11).

Por: Joel Lindsey. © 2015 The Gospel Coalition. Original: How to Repent: 5 Steps.

Tradução: Alan Cristie. Revisão: Vinicius Musselman. © 2014 Ministério Fiel. Todos os direitos reservados. Website: MinisterioFiel.com.br. Original: 5 Passos para o Genuíno Arrependimento.

Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor, seu ministério e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s