Revista é criticada por divulgar que mão é obra do Criador

Artigo afirma que arquitetura mecânica da mão daria provas de um Criador.
Revista científica recebe críticas por divulgar que mão humana é obra do CriadorRevista é criticada por divulgar que mão é obra do Criador

A comunidade científica voltou a debater (e criticar) a possibilidade que possa haver um Criador. O debate se acirrou com um artigo publicado recentemente pela Plos One, uma das maiores revistas científicas de livre acesso.

A pesquisa, feita por uma equipe de especialistas da China, apresenta a coordenação da mão humana como produto de um “Criador”. O artigo mostra uma análise extensa sobre como os humanos conseguem segurar os objetos.

Os especialistas da Universidade Huazhong, na China, e do Instituto Politécnico Worcester, em Massachusetts, finalizaram o texto assim: “Em conclusão, nosso estudo pode melhorar o entendimento da mão humana e confirmar que a arquitetura mecânica é um projeto do ‘Criador’ para o ágil desempenho de numerosas funções”.

Como podia ser esperado, muitos membros da comunidade científica pediram que a Plos One se retratasse ou retirasse o artigo do ar. Para eles, é inaceitável se explicar um fator científico utilizando a religião.

O biólogo evolucionista John Huelsenbeck, da Universidade da Califórnia em Berkeley, disse à revista Wired: “O artigo é incorreto e confuso. Além disso, ele não pode ser provado, logo, não pertence a uma publicação científica”.

Os editores da Plos One cederam à pressão, e retiraram o material do ar para uma “revisão interna”. “As modificações estão sendo processadas e serão publicadas assim que possível. Pedimos desculpas pelos erros de supervisão que levaram à publicação da pesquisa”, diz a nota no site.

Consultada pelo portal Gospel Prime, a evangélica Mariana Sá, membro da Sociedade Brasileira de Design Inteligente, comentou o caso.

“Fica explícito que a academia evidencia o Design Inteligente, mas a rejeita mesmo a posteriori para manter viva a ideia de materialismo filosófico que viemos do nada, que mudamos por processos aleatórios não guiados e que a complexidade nada mais é do que fruto de uma grande sorte (milagre) evolutiva”, asseverou. Com informações de IB Times

Assista e conheça mais sobre o Design Inteligente:

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s