Lições da Guatemala para o Brasil no meio de uma forte crise política

Protestos contra um presidente corrupto? Uma população pedindo o impeachment do presidente corrupto? É isso o que o Brasil está vivendo neste exato momento. E é isso o que a Guatemala viveu no ano passado.

 

Mas há uma diferença enorme entre os presidentes de ambas as nações. Enquanto a presidente Dilma Rousseff era uma terrorista marxista que combatia o governo militar do Brasil na década de 1960, o presidente guatemalteco Otto Pérez Molina era um general que combatia os comunistas no passado. Aliás, ele foi treinado para tal combate.

Otto se graduou na Escola do Exército dos EUA, também conhecida como Escola das Américas, uma instituição cuja meta específica era ensinar “treinamento contra insurgência comunista.” Ele também se graduou na Faculdade de Defesa Interamericana, que fica em Washington, D.C. Ele é um dos alunos mais eminentes dessa faculdade.

Como general aposentado, Otto fundou em 2001 o Partido Patriótico (em espanhol: Partido Patriota, PP), que é conservador e direitista.

O ativismo político passado de Otto e Dilma é oposto e antagônico. Ela é uma ateia com um histórico marxista perfeito. Ele é um católico com um histórico antimarxista perfeito. Mas as presidências deles foram igualmente infestadas de corrupção em massa, e protestos em massa.

Apesar de suas diferenças ideológicas irreconciliáveis, eles igualmente sofreram protestos de forças políticas contrárias. Otto, de forças esquerdistas; Dilma, de forças direitistas.

Dilma poderá sofrer impeachment ou ser deposta em 2016, enquanto Otto, cuja oposição queria lhe fazer impeachment, renunciou devido a fraude e corrupção em 2015.

Mas na Guatemala, uma Esquerda corrupta não foi vitoriosa contra um presidente direitista corrupto. A Igreja Guatemalteca estava ativa em todo o processo da crise política, realizando reuniões de oração, vigílias de oração e jejum.

“Deus colocou Sua mão na Guatemala, é um milagre o que aconteceu,” o participante das orações Marco Antonio Ruiz disse. “Reunimo-nos como Igreja e clamamos com uma só voz. A oração do justo muito pode. Deus ouviu a voz de todos os que se juntaram a nós em oração.”

Depois da renúncia de Otto, a Guatemala realizou novas eleições, e Jimmy Morales, que é evangélico conservador e estudou teologia, foi eleito num processo eleitoral igualmente marcado por reuniões de oração, vigílias de oração e jejum. Jimmy apoia a pena de morte para assassinos e se opõe ao aborto e ao “casamento” gay.

Acerca de leis que promovem esses males, que estão infestando o Brasil e principalmente os EUA, Jimmy disse: “De acordo com minha convicção, minha ideologia, eu teria de vetar tais leis. Penso que na Guatemala não teremos essas coisas por causa da mentalidade conservadora. Caso o Congresso aprove tais leis, minha posição seria contra elas.”

Muitos cristãos guatemaltecos creem que o presidente Jimmy é uma resposta às suas orações. Por causa das reuniões de oração, vigílias de oração e jejum, a transição de um presidente direitista corrupto para um presidente evangélico conservador foi muito pacífica.

Há uma lição mais forte para o Brasil do que o exemplo da Guatemala neste momento de intensa crise brasileira?

A resposta não está em políticos esquerdistas, inclusive Marina Silva.

Muitos brasileiros veem oficiais militares anticomunistas como a única esperança do Brasil.

Mas a resposta máxima não está neles.

A resposta está em Deus, que responde orações.

Talvez a Igreja Brasileira devesse convidar a Igreja Guatemalteca para lhe ensinar sobre reuniões de oração, vigílias de oração e jejum.

Se Deus deu à Guatemala um presidente conservador de verdade, o que o impede de dar a mesma bênção ao Brasil?

Com informações de ChristianHeadLines.

Versão em inglês deste artigo: Guatemala Lessons for Brazil in the Midst of a Powerful Political Crisis

Fonte: www.juliosevero.com

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s