Por que os Cristãos Modernos raramente falam sobre a Eternidade?

Quando foi a última vez que você ouviu um sermão que sugeriu que um motivo para nossa obediência deve ser as recompensas que recebemos na eternidade? Eu imagino que a maioria de nós ou faz muito tempo ou nunca ouviram tal sermão. Sempre que uma pregação (ou livro) fornece um motivo para a obediência, é quase sempre gratidão por aquilo que Cristo fez. E, certamente, isso é maravilhoso e excelente motivação. Mas é a única motivação?

O Novo Testamento e as Recompensas na Eternidade

Os escritos do Novo Testamento sugerem que não é. Para aqueles que fielmente suportar a perseguição, Jesus deixa claro: “Alegrai-vos naquele dia e exultai, porque eis que vossa recompensa será grande no céu” (Lucas 6:23). Paulo afirma claramente, “Mas cada um receberá o seu galardão segundo o seu trabalho” (1 Coríntios 3:8). O autor de Hebreus, mesmo nos lembra que Moisés foi motivado por recompensas, “Ele considerava desgraça por causa de Cristo como de maior valor do que os tesouros do Egito, porque contemplava a sua recompensa” (Hebreus 11:26).

A Justificação de Cristo não anula a nossa obediência Cristã

Mas se as recompensas da eternidade são claramente apresentadas como uma motivação na vida cristã, por que não vamos ouvir mais sobre recompensas em nossos púlpitos modernos? Estou certo de que há muitas respostas para essa pergunta, mas deixe-me sugerir uma: temos sido convencido de que a nossa obediência de fato não importa. Enquanto nós estamos justamente dizendo que a obediência única de Cristo na cruz, pode garantir a nossa justificação e que ele guardou a lei perfeitamente para nós, a nossa própria obediência recebe muito menos atenção no púlpito. A justificação é o centro do palco, a santificação é apenas um periférico.

Sem dúvida, a minimização da obediência cristã é confirmada com bons motivos, alguns pensam que Cristo é glorificado mais quando nós menosprezamos nossa própria obediência. Nossas boas obras são apenas “trapos de imundícia” (Isaías 64: 6), é o que dizem.

Mas, toda essa linha de pensamento perde a distinção entre as tentativas de um descrente em observar a lei e de um crente regenerado. Ambos caem lamentavelmente aquém dos padrões perfeitos de Deus. Mas isso não significa que a obediência do crente não importa. Deus ainda pode estar satisfeito com ele, mesmo que seja imperfeito. Considere os comentários de John Piper sobre este ponto:

É terrivelmente confuso quando as pessoas dizem que a única justiça que tem valor é a justiça imputada de Cristo. Concordo que a justificação não é fundamentada na nossa própria justiça, mas apenas a justiça de Cristo pode ser imputada a nós. Mas às vezes as pessoas são descuidadas e falam depreciativamente de toda a justiça humana, como se não houvesse tal coisa que agrada a Deus. Eles frequentemente citam Isaías 64: 6, que diz que a nossa justiça é trapos de imundícia … [Mas] quando meus filhos fazem o que eu digo a eles para fazer, isso não quer dizer que a sua obediência são “trapos de imundícia”, mesmo não sendo perfeitos.

É somente quando nós reconhecemos que a obediência do crente realmente importa, e que realmente podemos agradar nosso Pai, que as passagens de recompensas na Bíblia fará qualquer sentido. E isso pode ser um tremendo incentivo para aqueles de nós que trabalham fortemente no ministério. Quando trabalham pela causa de Cristo, nós queremos ouvir, e são reforçadas pelo ouvir, as palavras de incentivo de Paulo: “Seu trabalho não é em vão” (1 Coríntios 15:58).

Recompensas Terrenas vs Recompensas Terrenas

Podemos acrescentar ainda que muitas igrejas estão focando nas recompensas terrenas, como se elas pudessem se comparar (e não podem) com as da eternidade. Por esse motivo encontramos igrejas repletas de fiéis, mas que não estão comprometidos de fato com o evangelho, então a obediência a Deus é um mero detalhe, desde que sua vida esteja melhorando.

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s