Arrebatamento, O que é? Está na Bíblia? 

Perguntas Frequentes

– O que é o arrebatamento?
– É o arrebatamento mencionado na Bíblia?
– Quando é que o Arrebatamento ocorre?
– O que vai acontecer no arrebatamento?
– Quem vai ser deixado para trás quando o arrebatamento ocorrer?
– Será que o arrebatamento vai ocorrer antes, durante ou após a Grande Tribulação?
– Os eventos recentes significam que o arrebatamento está próximo?

O que é o arrebatamento?

A palavra arrebatamento não aparece na Bíblia. Ela vem do “RAPERE” em Latim, (harpazo em grego), que significa “levado”, “apanhado” ou “tirado”. O que temos é um único trecho onde é dito que os cristãos serão arrebatados junto a Cristo nas nuvens. O termo Arrebatamento é usado para se referir aos crentes fiéis que podem ser tomados e levados ao encontro com Cristo no ar, conforme descrito neste trecho escrito pelo apóstolo Paulo:

Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança. Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem, Deus os tornará a trazer com ele. Dizemo-vos, pois, isto, pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem. Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. 1 Tessalonicenses 4:13-17

Aparentemente, as dúvidas tinham surgido entre os cristãos de Tessalônica sobre o destino daqueles cristãos que morreram antes de Cristo retornar. Será que eles perderiam os eventos gloriosos da segunda vinda de Cristo e a ressurreição? Paulo assegurou-lhes desta maneira que Deus salva aqueles que já tinham morrido, assim como aqueles que ainda vivem.

Quando ocorrerá?

Paulo não forneceu quaisquer outros detalhes deste evento, e isso não é mencionado em outras partes da Bíblia.

Perguntas sobre os detalhes e o momento do arrebatamento não são respondidas na Bíblia. A falta de detalhes tem levado a diferentes teorias e interpretações.

Existem referências bíblicas?

Há muitas outras passagens do Novo Testamento que descrevem a ressurreição dos mortos e do ajuntamento dos fiéis quando Jesus voltar (Mateus 16:27, 24: 30-31, 25: 31-32, 26:64, Marcos 12:18 -27, 13: 26-27, Lucas 17: 26-35, João 5:21, 5: 28-29, 1 Coríntios 4: 5, 06:14, 15: 12-32, Filipenses 3: 20-21, Colossenses 3: 4, 2 Pedro 3: 8-10, Apocalipse 1: 7).

Estas outras passagens usam várias descrições e simbolismos para descrever eventos maravilhosos que não podemos compreender plenamente (1 Coríntios 2: 6-10, 13: 9-12). Nenhuma dessas outras passagens usam a descrição dos fiéis serem apanhados nas nuvens em um encontro com o Senhor no ar, nem Paulo usou essa descrição em seus escritos posteriores. Portanto, a maioria dos cristãos não colocam qualquer grande significado no imaginário particular, como Paulo usou em 1 Tessalonicenses. Grande parte dos dicionários e enciclopédias bíblicas não mencionam o arrebatamento.

Dispensacionalismo

A teoria de interpretação da Bíblia conhecida como Dispensacionalista foi desenvolvida entre os anos 1700 e 1800, principalmente por teólogos Pierre Poiret (1646-1719), John Edwards (1637-1716), Isaac Watts (1674-1748) e John Nelson Darby (1800 – 1882). O Dispensacionalismo favorece uma interpretação muito literal das profecias bíblicas e dá interpretações únicas e um significado especial para os eventos do fim dos tempos. Essas teorias foram popularizadas pela Bíblia de Referência Scofield, publicada pela primeira vez em 1.909.

Na teologia Dispensacionalista, o arrebatamento será a peça central da segunda vinda de Jesus – um glorioso evento dramático com Jesus, que vem para tomar literalmente os crentes e encontra-los no céu. Há várias teorias sobre o momento do arrebatamento:

Arrebatamento pré-tribulacionista: Quando João sobe ao céu (Ap 4: 1-2). Nesta teoria, os cristãos serão tomados antes da Grande Tribulação (Daniel 9: 24-27, Apocalipse 7:14) e não passarão pelo sofrimento na Terra.

Arrebatamento tribulacionista: Quando os dois profetas subemr ao céu (Apocalipse 11: 11-12), nesta teoria os cristãos são levados no meio da Grande tribulação após os 3 anos e meio de paz.

Arrebatamento pós-tribulacionista: No final das sete taças (Apocalipse 16: 17-21), os cristãos são levados no fim da Grande Tribulação.

O arrebatamento na Cultura Popular

As idéias sobre eventos que cercam a segunda vinda de Cristo têm gerado toda uma indústria midiática nos últimos anos. Em 1970 O livro de Hal Lindsey “The Late Great Planet Earth” e a série Deixados para Trás por Tim LaHaye e Jerry B. Jenkins têm estado na vanguarda. Além dos muitos livros, existem sites, evangelistas de TV, série de palestras, filmes e vídeos. Algumas delas apresentam enfeites imaginativos e vívidas de profecias bíblicas misturadas com teorias políticas e sociais contemporâneas.

A maioria destes trabalhos vão bem além de qualquer coisa revelada na Bíblia e estão devidamente classificados como ficção – não como profecia bíblica.

Será que o arrebatamento acontecer em breve?

Ao longo dos últimos 2000 anos, inúmeros grupos e indivíduos têm comparado os eventos de seu tempo para as profecias bíblicas e chegaram à conclusão de que Jesus poderia voltar em breve. Alguns fixaram uma data específica e levaram seus seguidores para o deserto, para esperar Cristo. É óbvio que todas as previsões passadas falharam, porém sempre surgem falsos profetas divulgando uma nova data para a vinda de Cristo.

A maioria dos estudiosos bíblicos tradicionais, no entanto, não acreditam que os assuntos atuais do mundo são evidências do iminente retorno de Cristo.

Jesus mesmo disse:

No entanto, ninguém sabe o dia nem a hora em que essas coisas vão acontecer, nem mesmo os anjos do céu, nem o próprio Filho. Somente o Pai sabe. (NLT, Mateus 24:36)

Jesus também disse que não devemos acreditar que alguém que afirma ser o Messias ou qualquer um que afirma saber quando Ele está vindo novamente. A segunda vinda de Jesus será repentina, inesperada e inconfundível (Mateus 24: 23-51, Marcos 13: 21-23, 13: 32-37 Lucas 17: 20-37). O importante é não saber quando ou como virá o fim, mas estar espiritualmente preparado quando isso acontecer (Mateus 25: 1-13 Mateus 24: 42-44, Lucas 21: 34-36, 1 Tessalonicenses 5: 2- 3).

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s