Ana Paula Valadão é atacada por se opor à ideologia de gênero

Comentário de Julio Severo: A reportagem a seguir, do portal evangélico GospelPrime, informa sobre os ataques que a cantora Ana Paula Valadão está sofrendo “por expor versículos bíblicos e se manifestar abertamente contra a homoafetividade.” Ora, “homoafetividade,” termo ideológico usado pelo ativismo homossexual para suavizar suas práticas, é incompatível para o vocabulário cristão, que deve refletir os valores da Bíblia, não da Esquerda. Usar “homoafetividade” é cair no jogo da Esquerda. Para entender o que é homoafetividade a partir de uma perspectiva realista, consulte meu artigo: “Sou homoafetivo.” Atualizei algumas informações do artigo do GospelPrime, mas deixei “homoafetividade” para o leitor estar ciente desse grave problema. Quanto ao resto, parabéns a Ana Paula Valadão por seu posicionamento correto e bíblico!

 

 
                                                           Ana Paula Valadão

 

Em pouco mais de 24 horas, a postagem da cantora e pastora Ana Paula Valadão pedindo o boicote à rede de lojas C&A teve mais de 500 mil “reações” – opções ao botão curtir do Facebook.

Ela postou uma foto com uma expressão de contrariedade, acompanhada de um texto onde expressava sua #santaindignação com a imposição da ideologia de gênero na campanha das lojas para o dia dos namorados. Somente no Facebook ela possui mais de três milhões e meio de seguidores, número que ultrapassa o de atores da Globo e ídolos do esporte.

O assunto logo saiu das redes sociais. Foi matéria de vários órgãos de imprensa, incluindo Veja, e Folha de São Paulo. Em pouco tempo estava na capa da maioria dos portais do país.

Horas depois da publicação de Ana Paula, a C&A publicou uma nota de esclarecimento na seção de comentários de sua página no Facebook. “A C&A reforça que o respeito à diversidade, inclusive de opiniões, sempre foi um dos princípios da marca”, afirmou a rede de lojas.

Como é comum no Brasil, a seção de comentários na página oficial da pastora virou um fórum de debates. Não faltaram ofensas a ela e todos os líderes evangélicos. Alguns fãs da cantora decidiram argumentar e defendê-la. Foram mais de 500 mil comentários, possivelmente um novo recorde para a internet brasileira.

A resposta oficial de Valadão veio com uma nova postagem. A mesma imagem do dia anterior, mas sobreposta com a passagem bíblica de 2 Timóteo 4:3-5. Nova polêmica, com mais de 25 mil comentários. Uma verdadeira campanha de ódio surgiu contra a cantora, acusada de fundamentalismo por expor versículos bíblicos e se manifestar abertamente contra a homoafetividade.

Postagens antigas de Ana Paula começaram a ser vítimas de um “vomitaço”, uma tática virtual que visa demonstrar o descontentamento diante de determinado conteúdo. O que está acontecendo com Ana Paula é só mais uma demonstração que essa guerra ideológica nas mídias sócias não deve acabar e só tende a se acirrar no futuro.

Fonte: GospelPrime

Divulgação: www.juliosevero.com

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s