Terrorista islâmico se converte após ir à igreja espionar

“Este é o verdadeiro Deus”, afirma ex-jihadista
Terrorista islâmico se converte após ir à igreja espionarO pastor Ghassan Thomas é mais um entre os milhares de cristãos que fugiram de Bagdá, capital do Iraque, após receber ameaças de islâmicos contra sua vida e de sua família.

Chegando à Turquia, assumiu uma nova igreja dedicada para ajudar refugiados. “Eu era um refugiado e podia me colocar no lugar deles. Eu os entendia”, resumiu Thomas à CBN News.

Quando o Estado Islâmico (EI) enviou um dos seus para espionar a igreja do pastor Thomas, não imaginava que perderiam um soldado. O “espião” jihadista acabou ouvindo o evangelho e se entregou a Jesus Cristo.

Este homem, que não tem o nome divulgado por questões de segurança, conta que sua função quando estava com os extremistas era verificar se havia sobreviventes após os ataques do grupo a uma casa, por exemplo. “Naquele tempo, eu pensava que deveria matar. Eu precisava fazer muitas coisas sangrentas apenas para estar mais perto de Alá”, lembra.

Para o ex-jihadista, a sede de sangue é o que motiva o Estado Islâmico. O pensamento era: “Se você não é muçulmano, precisa se tornar muçulmano. Caso contrário, iremos te matar e tomar o que é seu: dinheiro, mulheres e tudo mais. É isso que está escrito no Alcorão.”

Explica ainda que sua vida foi ameaçada muitas vezes nos combates entre muçulmanos sunitas (ramo ao qual pertence o EI) e os xiitas. Temendo por sua segurança, a família pediu que ele  fugisse para a Turquia. Como bom muçulmano, obedeceu seus pais. O EI pediu então que ele servisse como espião.

Quando chegou na igreja do pastor Thomas, o ex-terrorista já tinha muitos conflitos internos e suas próprias perguntas sobre Jesus. Mas foi o testemunho dos cristãos que mais o impactou.

“Eu vi como as pessoas me receberam mesmo sem me conhecer. Eu odiava essas pessoas e elas me mostraram o amor”, lembra. Conta ainda que uma experiência mudou sua vida.

“Quando eles oraram por mim, comecei a chorar como criança. Senti como se algo muito pesado tivesse saído do meu corpo”, recorda. Ele tem dificuldades em descrever o que ocorreu em seguida: “Quando o culto terminou, fui para casa, mas sentia que havia uma pessoa andando comigo. Ela falava e eu sentia que não estava mais na terra”.

Nos dias seguintes, ele começou a ler a Bíblia e compará-la com o Alcorão. “Foi ali que descobri o Deus que eu estava tentando encontrar. Este é o verdadeiro Deus. É isso o que eu quero para a minha vida”, comemora.

O pastor Thomas entende que esse testemunho mostra o quanto a igreja carece de obreiros para esse trabalho: “Precisamos de mais pessoas vindo servir a Deus na Europa com os refugiados, para despertá-los e fazer o oposto do que o EI faz”.

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s