O que significa não se deita vinho novo em odres velhos?

E ninguém deita vinho novo em odres velhos; doutra sorte, o vinho novo rompe os odres e entorna-se o vinho, e os odres estragam-se; o vinho novo deve ser deitado em odres novos. Marcos 2:22

Jesus constantemente desafiou as velhas práticas religiosas, o seu significado original tornou-se esquecido há muito tempo e agora era simplesmente um ritual público.

Um dia, ele foi confrontado com a questão do jejum. Os discípulos de João Batista e os fariseus jejuavam. Os discípulos de Jesus não. Perguntou-lhe porquê. Jesus aproveitou a oportunidade para falar sobre o que significa realmente mudar de uma consciência de vida religiosa, apenas ritual para uma consciência de vida espiritual autêntica.

Odres Velhos

Um odre significa literalmente “saco para transportar líquidos”, naquele tempo esse “saco” era feito com a pele de cabra, uma pele nova era maleável e suportava o processo de fermentação do suco de uva, como esse processo é demorado, a pele perde a elasticidade e se torna rígida, dessa forma colocar um suco novo no processo de fermentação a pele não aguentaria e se romperia.

Jejum

Ora, os discípulos de João e os fariseus jejuavam; e foram e disseram-lhe: Por que jejuam os discípulos de João e os dos fariseus, e não jejuam os teus discípulos? Marcos 2:18

O jejum, é claro, não é a questão que Jesus está se dirigindo. Pode ser uma prática benéfica, saudável e estou certo de Jesus teria concordado. Mas, como uma prática religiosa ritualística, ela pertencia ao velho paradigma de que Jesus estava tentando romper. Com efeito, ele e os seus discípulos estavam dizendo por suas palavras e ações: “Você não pode colocar novas ideias em velhas mentalidades Você não pode obter novos resultados com antigos comportamentos.”.

Vinho Novo

De uma forma geral Jesus estava dizendo que não era possível viver a verdade do evangelho, as boas novas trazidas por Ele, com a mentalidade dos fariseus e até mesmo de João Batista, agora era um novo tempo e era necessário que eles mudassem tanto mentalidade como comportamento.

Conclusão

Infelizmente o que temos visto atualmente são muitos tentando fazer exatamente o que Cristo combatia, adorar a Deus por meio de rituais, como por exemplo o próprio jejum, muitos utilizam como forma de se beneficiar usando como moeda de troca com Deus, além de dezenas de outras formas de deturpação do evangelho para benefício próprio.

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s