O que significa Um dia para o Senhor é como mil anos?

Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia. 2 Pedro 3:8

Mas, amados

Os prováveis destinatários da carta seriam a Igreja como um todo, gentios e judeus cristãos espalhados pela Ásia Menor, que poderiam ser as mesmas comunidades da primeira epístola, onde se proliferava o gnosticismo.

não ignoreis uma coisa

O contexto do versículo de 2 Pedro 3:8, indica que muitos estavam duvidando da volta de Jesus, e começaram a questionar a “demora” dessa segunda vinda.

Sabendo primeiro isto, que nos últimos dias virão escarnecedores, andando segundo as suas próprias concupiscências, E dizendo: Onde está a promessa da sua vinda? porque desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação. 2 Pedro 3:3,4

Tanto Pedro como Paulo abordaram o tema do “atraso” da vinda de Cristo, é muito provável que aquela geração esperava um retorno iminente de Jesus. Os apóstolos ouviram de Jesus frases como:

Na verdade vos digo que não passará esta geração, sem que todas estas coisas aconteçam. Marcos 13:30

Dizia-lhes também: Em verdade vos digo que, dos que aqui estão, alguns há que não provarão a morte sem que vejam chegado o reino de Deus com poder. Marcos 9:1

um dia para o Senhor é como mil anos

O termo “mil anos” aparece cerca de 9 vezes na Bíblia inteira, sendo 6 no capítulo 20 de Apocalipse. O termo utilizado por Pedro é uma alusão ao Salmo 90:4.

Porque mil anos são aos teus olhos como o dia de ontem que passou, e como a vigília da noite. Salmos 90:4

O que Pedro enfatiza é de que apesar da suposta “demora” para a vinda de Cristo o tempo não é um fator importante para Deus, o termo pode ser encarado como uma metáfora que apesar de para os homens o tempo ser de extrema importância e fator determinante, muito ou pouco tempo para Deus não representa absolutamente nada, Ele age no tempo certo.

Ainda antes que houvesse dia, eu sou; … Isaías 43:13

O apóstolo reforça o fato de que não só o tempo não é importante, como Deus não retarda, ou seja, não adia o que prometeu, antes cumprirá, e a única razão de não ter voltado é dar tempo para as pessoas se arrependerem:

O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se. 2 Pedro 3:9

Conclusão

Pedro utilizou o termo para mostrar aos cristãos que Cristo não estava “demorando” para voltar e rebater todos aqueles que duvidavam do retorno de Jesus ensinando que o tempo não é um fator determinante para Deus.

Curiosidade

Existe uma tradição judaica que afirma que os 6 dias da criação representam mil anos sendo, 2 mil anos livres da lei, 2 mil anos praticando a Lei, e 2 mil anos após a vinda do Messias, e o sétimo dia de descanso representando o milênio de Apocalipse.

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s