Será que Deus criou o mal?

Deus diz na Bíblia: “Eu formo a luz e crio as trevas; faço a paz e crio o mal; eu, o Senhor, faço todas estas coisas”. Afinal, Deus criou o mal?!

Pergunta: “Vocês ensinam que Deus não criou o mal. Mas Ele diz: “Eu formo a luz e crio as trevas; faço a paz e crio o mal; eu, o Senhor, faço todas estas coisas” (Is 45.7). A razão, obviamente, é que a criação é um processo gradativo. O Criador é perfeitamente cíclico, enquanto a criação é semi-cíclica. Todos os que têm a vida eterna, têm menos do que o necessário e precisam estar com Cristo para obter a vida eterna dEle. Eles precisam ser “recarregados” de tempos em tempos, pois não têm a imortalidade em si mesmos; só Deus é imortal. Gostaria que vocês respondessem essa questão em sua revista, pois Deus nos diz que Ele criou o mal”.

Resposta: Em primeiro lugar, Deus não é “perfeitamente cíclico”, seja lá o que você quis dizer com isso. Ele mesmo afirma: “Eu, o Senhor, não mudo” (Ml 3.6). Quanto aos cristãos precisarem ser “recarregados” de vida eterna, isso é uma impossibilidade. A vida eterna é completa, perpétua, e nada pode ser acrescentado ou subtraído dela; ela não se enfraquece, diminui ou se desgasta – o mesmo acontece com os que receberam a vida eterna e pertencem a Cristo; eles não precisam ser “recarregados”, mas são eternamente completos.

Em segundo lugar, a palavra hebraica traduzida aqui por “mal” é ra’, que não significa o mal moral, mas, fundamentalmente, desastres e provações que Deus cria, de tempos em tempos, para disciplinar ou castigar. Mas, mesmo que o assunto seja o mal moral, o versículo que você cita traz a resposta em si mesmo. Deus “cria” o mal da mesma maneira que “cria” as trevas. As trevas não são uma “coisa” que Deus faz. Elas são reveladas pela luz, como sendo a ausência de luz. Da mesma forma, o “mal” não é uma “coisa” que Deus cria, que tenha existência em si mesma. O pecado é definido como estarmos “destituídos… da glória de Deus” (Rm 3.23, Ed. Revista e Corrigida) – a perfeita santidade de Deus é que revela o mal por contraste.

Cristo declarou: “Porque de dentro, do coração dos homens, é que procedem os maus desígnios, a prostituição, os furtos, os homicídios, os adultérios, a avareza, as malícias, o dolo, a lascívia, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura. Ora, todos estes males vêm de dentro e contaminam o homem” (Mc 7.21-23). Deus só “cria” o mal da mesma forma que a luz “cria” as trevas – expondo a natureza dele através de Sua santidade. Ele não é a causa do mal ou da maldade, que vêm do coração do homem. O mal é comparado às trevas em muitas passagens das Escrituras. E a Bíblia nos diz que “Deus é luz, e não há nele treva nenhuma” (1 Jo 1.5). (Dave Hunt, TBC)

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s