Maior conferência conservadora dos EUA bane organização cristã pró-família e aprova grupo homossexualista

A Conferência de Ação Política Conservadora (CAPC), a maior e mais antiga conferência “conservadora” anual dos Estados Unidos, abruptamente baniu a organização pró-família MassResistance como expositor em seu encontro nacional para 21-24 de fevereiro enquanto ao mesmo tempo permitiu que o grupo homossexualista Log Cabin Republicans permanecesse. Log Cabin Republicans é uma ala de militantes homossexuais dentro do Partido Republicano. Veja o Log Cabin Republicans em ações homossexuais aqui:https://youtu.be/saztH0Xl9zc

“Conservador” pró-sodomia Jeb Bush dando palestra na CAPC

A CAPC havia oficialmente aprovado MassResistance em janeiro, mas dias atrás Dan Schneider, diretor-executivo da CAPC, desconvidou a organização. A CAPC justificou sua decisão citando a postura bíblica dessa organização na guerra cultural — principalmente contra a agenda transgênero nas escolas públicas.

Com o banimento de MassResistance da lista de expositores, nenhuma organização exclusivamente pró-família e pró-casamento estará presente na CAPC.

“Nos três anos passados — inclusive neste ano — o grupo homossexual radical Log Cabin Republicans (LCR) tem sido um patrocinador e expositor na CAPC,” explicou Brian Camenker, fundador e presidente de MassResistance. “Antes disso, outro grupo homossexual chamado GOProud [Republicanos Gays Orgulhosos] foi um expositor oficial em 2009 e 2010.”

“O LCR faz muita campanha para homossexualizar o Partido Republicano e para levar à nomeação de autoridades e juízes LGBT,” continuou Camenker. “Eles lutam para aprovar leis ‘antidiscriminação’ LGBT que são usadas para punir lojas e empresas cristãs. Eles têm feito muitas campanhas para forçar a aceitação de homossexuais assumidos — e recentemente transgêneros — nas forças armadas dos EUA. Eles colocaram um anúncio na revista USA Today para denunciar fortemente o comitê de plataforma do Partido Republicano de 2016 por apoiar o casamento tradicional. Eles se gabam de que estão ‘criando mudança.’”

Não é só a presença de grupos homossexualistas e transgêneros na CAPC que preocupa o fundador de MassResistance.

“Em 2016 e 2017 o grupo Eleitor Ateu foi um expositor na CAPC,” disse Camenker. “Em 2015, sua organização mãe, Ateus Americanos, recebeu permissão de ser um dos principais palestrantes. Essa organização faz campanha para estabelecer políticas governamentais sem Deus, remover a ‘ideologia cristã’ de todos os órgãos governamentais, revogar isenções religiosas de leis LGBT onerosas e estabelecer mais leis de denúncia contra as igrejas. Eles também apoiam a agenda LGBT, ‘direitos’ de aborto e ‘lutam contra a educação de abstinência até o casamento.’”

“É inconcebível que uma organização que se autoproclame conservadora como a CAPC proíba um estande de patrocínio para uma grande organização pró-família como MassResistance — enquanto permite que o grupo de ativistas gays Log Cabin Republicans patrocine um estande na mesma conferência,” disse Peter LaBarbera, fundador e presidente de Americanos em Favor da Verdade acerca da Homossexualidade (cuja sigla em inglês é AFTAH). O que é interessante é que a entidade precursora de AFTAH foi lançada na CAPC 25 anos atrás.

“Está tudo de cabeça para baixo,” continuou LaBarbera. “É o Log Cabin Republicans, que faz cruzadas para avançar o ‘casamento’ homossexual, que está minando o conservadorismo. Peço que a CAPC e seu presidente Matt Schlapp revertam essa decisão horrível.”

LaBarbera disse que o conservador social veterano Camenker é um “corajoso herói pró-família.”

“Brian vem lutando contra a agenda gay e transgênera radical há décadas, e nunca vacilou. Ele certamente não merece ter seu bom nome manchado e sua organização expulsa da CAPC.”

“A CAPC precisa parar de paparicar ativistas LGBTQ e de defender essa paparicação como algo certo. Banir líderes que defendem valores morais é uma tática da esquerda, não da direita,” ele acrescentou.

“É simplesmente inconcebível que uma organização ‘conservadora’ acolha ativistas homossexuais enquanto bane a principal organização nacional de base que combate o lobby LGBTQ (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Queer). É por isso que peço que a União Conservadora Americana, que dirige a CAPC, reverta sua decisão e permita que MassResistance tenha um estande. O boletim Lambda Report, que é o predecessor da AFTAH, foi lançado na CAPC 25 anos atrás. Por isso, esse absurdo politicamente correto mais recente me machuca pessoalmente. Como havíamos predito, homossexuais assumidos e arrogantes estão agora corrompendo o conservadorismo e o Cristianismo nos EUA; é incompatível com ambos.”

Quando o banimento de MassResistance virou escândalo depois que foi denunciado por LaBarbera, LifeSiteNews e outros sites pró-vida, a CAPC convidou o Conselho de Pesquisa da Família (CPF) para ter um estande, como estratégia de último minuto para acobertar seu banimento escandaloso contra MassResistance. Essa estratégia mal ajuda a CAPC, pois se o CPF estará presente como organização conservadora contra a agenda homossexual, por que não há nenhum espaço para muitas outras excelentes organizações conservadoras que lutam contra a agenda homossexual? Esse é um escândalo maior, pois é inconcebível que a “maior conferência conservadora” dos EUA não tenha convidado todas as maiores organizações conservadoras dos EUA. Aliás, depois de saber da ação contra MassResistance, Peter LaBarbera se inscreveu e pagou por um estande de expositor na CAPC. Ele teve de pagar 2 mil dólares. Se existe um líder conservador cristão que merece ser palestrante e muito mais na CAPC é LaBarbera. Contudo, ele não recebeu nenhuma resposta da CAPC após vários dias.

O evento anual da CAPC em Washington, DC tem sido muito importante para os conservadores americanos desde seu início, atraindo milhares de pessoas de mentalidade conservadora de todas as partes dos EUA todos os anos. É onde candidatos republicanos e outras grandes personalidades políticas conservadoras chegam para dar palestras e serem vistas — todos, desde os presidentes Ronald Reagan a Donald Trump; senadores conservadores como Ted Cruz e Marco Rubio; e ícones da mídia como Sean Hannity e Mark Levin.

Muitos dos palestrantes dessa conferência, tais como o ex-governador do Novo México Gary Johnson (palestrando neste ano), são a favor da agenda LGBT. Grupos de legalização da maconha foram expositores da CAPC em 2015.

Patrocinada pela União Conservadora Americana (UCA), a conferência anual tem sido uma presença importante em Washington desde 1973. De acordo com seu site, a UCA tem atuado por mais de 50 anos “como uma organização mãe captando a força coletiva de organizações conservadoras que lutam em prol de americanos que estão preocupados com liberdade, responsabilidade pessoal, valores tradicionais e forte defesa nacional.”

A CAPC e sua organização mãe UCA declaram que são “a principal voz conservadora dos EUA” e que a “UCA define o conservadorismo.”

No entanto, o foco do casamento tradicional — o alicerce dos valores conservadores sociais — parece ter menos presença na agenda da CAPC, enquanto a ideologia LGBT está avançando no meio de seus “conservadores.”

Ausente também está a presença de notáveis líderes pró-família como Franklin Graham, James Dobson, Scott Lively, Joseph Farah, William J. Murray e muitos outros.

“Parecido com a direção que a elite do Partido Republicano tomou, em anos recentes a CAPC tem se direcionado mais para ideias libertárias e pró-LGBT — e quase nenhuma organização pró-família tem sido expositora ou patrocinado a CAPC,” disse Camenker de MassResistance.

“É nisso no que se transformou o conservadorismo nos Estados Unidos?” pergunta Camenker. “Qual o grupo que acha que tem o direito de definir o que é conservadorismo? Será que MassResistance é a única organização pró-família que está publicamente assumindo uma postura contra o movimento poderoso de radicalismo sexual?”

Parece que a CAPC não aprendeu suas lições sobre a incompatibilidade total entre homossexualismo e conservadorismo. No ano passado, o “conservador” nacionalista gay Milo Yiannopoulos havia sido convidado como principal palestrante da CAPC, mas foi rapidamente desconvidado depois que vídeos vieram à tona dele defendendo sexo entre homens e meninos.

Muitos conservadores haviam criticado a CAPC por escolher Yiannopoulos como palestrante principal porque eles não o viam como conservador tradicional. Em vez disso, Yiannopoulos era visto como o líder do movimento alt-Right, um movimento que se orgulha do nacionalismo, que muitos acusam de racismo e antissemitismo.

Entretanto, os vídeos pró-pedofilia destruíram abruptamente sua oportunidade de palestrante principal.

“Devido à revelação de um vídeo ofensivo nas últimas 24 horas desculpando a pedofilia, a União Conservadora Americana decidiu cancelar o convite para Milo Yiannopoulos dar palestra na Conferência de Ação Política Conservadora,” Matt Schlapp, presidente da UCA, disse numa declaração.

Apesar disso, a CAPC convidou o grupo homossexualista Log Cabin Republicans. Isso sinaliza uma tendência perigosa entre conservadores americanos. Até mesmo o presidente americano Donald Trump, que é louvado entre conservadores por suas políticas pró-vida, tem louvado o Log Cabin Republicans. Aliás, ele escolheu manter em seu governo a ativista LGBTQ Chai Feldblum num importante cargo. A decisão de Trump foi fortemente criticada por rabinos americanos. Feldblum havia sido originalmente nomeada por Obama por seu ativismo homossexual.

Trump tem também mantido em seu governo o símbolo mais poderoso do imperialismo homossexual do ex-governo de Obama: o cargo de Embaixador Especial de Direitos Humanos de Indivíduos LGBTI. Muitos conservadores americanos têm se queixado da decisão ruim de Trump. LaBarbera disse: “A reintegração de Randy Berry como Embaixador Especial de Direitos Humanos de Indivíduos LGBTI é outra derrota para os líderes pró-família que estavam esperando que Trump removesse os ativistas homossexuais da burocracia de relações exteriores.”

Essa tendência perigosa se espalhará entre conservadores?

Em Israel sob a coalizão direitista de Benjamin Netanyhau, há um esforço semelhante de apoiar a agenda homossexual.

A tentativa de associar a homossexualidade com o conservadorismo produzirá um divórcio automático do aliado mais importante do conservadorismo: os valores cristãos.

O conservadorismo pode sobreviver sem o homossexualismo, mas não pode sobreviver sem valores cristãos.

A nova união do nacionalismo e homossexualidade não destruirá o movimento homossexualista. Trará o movimento homossexualista para dentro do movimento conservador, dando aos militantes gays o privilégio supremo de avançar sua ideologia por meio da Esquerda e da Direita ao mesmo tempo. Destruirá a união tradicional entre o movimento conservador e cristãos que creem na Bíblia nos Estados Unidos.

MassResistance, que se opõe à doutrinação homossexual em crianças de escolas, foi banido da CAPC, enquanto o Log Cabin Republicans, que ataca a postura do Partido Republicano em defesa do casamento tradicional, teve permissão de permanecer.

O que a CAPC quer? Aprender mais lições? Mais homossexuais “conservadores” sendo expostos como foi Milo Yiannopoulos?

Grandes personalidades políticas da CAPC, inclusive Marco Rubio, são neocons — cuja ambição é avançar a hegemonia militar americana no mundo inteiro, muitas vezes às custas dos próprios valores cristãos defendidos pelos fundadores dos EUA. O neoconservadorismo está corrompendo a CPAC.

Em 2017 foi palestrante da CAPC Trevor Loudon, um esotérico neocon.

Os verdadeiros cristãos conservadores precisam assumir uma postura com relação ao “conservadorismo” da CAPC.

Em solidariedade para com MassResistance, o Conselho de Pesquisa da Família deveria se dispensar do encontro da CPAC e exigir uma explicação plena da razão por que MassResistance e muitas outras organizações pró-família semelhantes não foram oficialmente convidadas para participação principal e por que Log Cabin Republicans não foi banido e expulso. O CPF devia protestar contra a presença do Log Cabin Republicans na CPAC.

Pior do que uma esquerda corrupta é um conservadorismo corrupto. Da esquerda, esperamos corrupção como normal. Mas do conservadorismo, não esperamos corrupção e aceitação de ideologias, inclusive a agenda homossexual, que entram em choque direto com os valores da Bíblia que fundaram os Estados Unidos.

Com informações de Americans for Truth e LifeSiteNews.

Versão em inglês deste artigo: Top U.S. conservative conference bans pro-family Christian group and approves homosexualist group

Fonte: www.juliosevero.com

Anúncios
Galeria | Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s